Notícias

Compartilhe:

Qual é a sua moto?

Qual é a sua moto?

Motos BMW podem ser adquiridas pelo Consórcio oficial da marca

Imagem retirada de http://www.motonline.com.br/noticia/motos-bmw-podem-ser-adquiridas-pelo-consorcio-oficial-da-marca/ Imagem retirada de http://www.motonline.com.br/noticia/motos-bmw-podem-ser-adquiridas-pelo-consorcio-oficial-da-marca/

Em tempos de dificuldade de crédito e de preços salgados, a BMW se vira para alcançar novos consumidores. Após o lançamento da G 310 R, a estratégia da empresa se ampliar com o lançamento do Consórcio BMW, válido aquisição de todas as motos da linha Motorrad no Brasil. Trata-se de mais uma opção de compra no mercado nacional para a marca germânica que chega por meio de uma parceria firmada entre o BMW Group Serviços Financeiros e o Consórcio Canopus.

O Consórcio BMW disponibilizará cotas para a aquisição da nova moto por meio de planos de 32, 42, 52, 62, 72 e 82 meses, com possibilidade de serem contemplados mediante sorteio mensal, lance livre, lance fixo ou lance limitado. Além das vantagens do sistema de consórcio, o plano não cobra fundo de reserva e a contratação do serviço é feita por meio de processo totalmente digitalizado, além de permitir, também, que os consorciados acompanhem as assembleias ao vivo.

“Estamos empenhados no sucesso de mercado da nossa linha de motocicletas, sobretudo da nova BMW G 310 R, e além dos planos de financiamento, agora os consumidores podem comprar a moto pelo consórcio da marca”, ressalta Eduardo Varella, presidente do BMW Group Serviços Financeiros. “Estamos confiantes que os planos de até 82 parcelas para a G 310 R BMW facilitarão ao clientes adquirirem a moto de forma programada e sem juros”, comenta Daniel Lopes, Coordenador de Marketing do Consórcio Canopus.

Para quem já tem algum dinheiro para dar entrada na moto e se interessa pela nova moto da BMW, o plano de maior prazo para aquisição de uma cota de consórcio da BMW G 310 R sai por R$342,00 em 82 parcelas (quase 7 anos), o que totaliza R$28.044,00 o preço total da moto ao final do plano. Se a moto à vista custa R$21.900,00, mas os juros do financiamento são abusivos, talvez valha a pena pensar em um plano de consórcio, onde o dinheiro da entrada pode ser dado como lance para retirar a moto.

fonte: Motonline